Skip to main content
garrafas plásticas sendo produzidas

Como é o processo de fabricação do plástico?

Existem alguns tipos de processos para a fabricação de produtos plásticos no mercado, sendo os mais populares na indústria a injeção, a extrusão e o sopro. Neste artigo, vamos falar um pouco mais sobre as especificações e as diferenças entre os tipos de processo de transformação do plástico. Confira!
garrafas plásticas sendo produzidas

Material mais utilizado: os termoplásticos

O termoplástico é a matéria-prima mais utilizada na fabricação de inúmeros produtos plásticos, podendo ser submetido ao processo de aquecimento e fusão diversas vezes, ou seja, têm como vantagem a possibilidade de ser moldado e remoldado, característica que o torna um material facilmente reciclável.

Processo de moldagem por injeção

produção de produtos com embalagem plástica

A injeção de plásticos é um processo que consiste na fundição de um polímero para moldá-lo da maneira mais adequada e de acordo com a finalidade do projeto. Equipamentos médicos, eletrodomésticos, brinquedos, automóveis, eletrônicos, entre outros produtos são frutos desse processo que proporcionam uma infinidade de criações de peças em todos os tamanhos.

O processo de injeção começa com o transporte dos grânulos plásticos (resinas) até o sistema de alimentação da máquina injetora. Esse material passa por um cilindro aquecido, que possui uma rosca transportadora, onde ocorre a fusão dos grânulos para formar uma massa plastificada. Logo em seguida, essa massa é empurrada pela rosca para dentro do molde (que possui as dimensões e detalhes da peça a ser produzida) para se confeccionar o produto final.

Após a finalização da peça, operadores responsáveis pela inspeção realizam os acabamentos (caso seja necessário), o acondicionamento adequado e o transporte das peças.

Pronto! Concluídas essas etapas, as peças devidamente inspecionadas são encaminhadas para expedição ao cliente.

Processo de extrusão do plástico

fábrica de produção de plástico

O processo de transformação por extrusão consiste, dentre outras aplicações, na produção de filmes plásticos que servem como insumos para embalagens flexíveis usadas em diversas aplicações. O material produzido por esse processo é utilizado na fabricação de embalagens para o segmento alimentício, como embalagens para arroz, feijão, farinha, entre outros; produtos de higiene e limpeza; ou ainda na produção de embalagens usadas para empacotar várias unidades do mesmo produto, as chamadas embalagens “packs”. Além das aplicações acima, esse tipo processo de transformação é utilizado na produção de filmes planos para o segmento agrícola, na produção de chapas que serão utilizadas em processo de termoformagem, na produção de tubos para utilização na construção civil, dentre outras aplicações.

A descrição do processo de extrusão para embalagens flexíveis tipo balão segue abaixo:

Esse processo começa com a formulação da matéria-prima conforme a necessidade solicitada pelo cliente para a fabricação do produto final, na qual os polímeros são alimentados em um misturador onde podem permanecer de 15 a 20 minutos. Logo após, o material é enviado para a extrusora, onde passa por um cilindro aquecido que contém uma rosca transportadora, onde ocorre a fusão dos grânulos para formar uma massa plastificada. Assim que plastificado, esse material é transportado e passa pela matriz aquecida, saindo posteriormente pela abertura na forma de filme, assim como um balão.

Na matriz há uma saída de ar que tem a função de insuflar o balão, sendo que a quantidade de ar empregada define a largura do balão e a espessura do filme. Esse filme quando pronto é bobinado formando um cilindro e a bobina pode sofrer um acabamento ou diretamente preparada para ser enviada ao cliente.

Processo de sopro do plástico

fábrica de produção de plástico

O processo de transformação por sopro consiste, dentre outras aplicações, na produção de embalagens rígidas usadas em diversas aplicações. O material produzido por esse processo é utilizado na fabricação de embalagens rígidas de diversos segmentos industriais, tais como, alimentício, fármaco, automotivo (óleos lubrificantes), saneantes, cosméticos e defensivos agrícolas.

O processo de sopro inicia com o transporte dos grânulos plásticos (resinas) até o sistema de alimentação da máquina Extrusora. Em seguida, o material passa por um cilindro aquecido que contém uma rosca transportadora onde o material é fundido para formar uma massa plastificada. Essa massa, por sua vez, forma um produto extrusado com formato cilíndrico e oco que é chamado de Parison. Logo após o Parison sair da matriz, ele irá ser colocado dentro de um molde, que terá o formato da peça a ser produzida. O Parizon dentro do molde receberá pressão externa de sopro de ar comprimido, assumindo nesse caso a forma desejada da peça. Após o resfriamento apropriado, acontecerá a extração da peça do molde.

Independentemente do processo aplicado na fabricação de produtos, devemos lembrar que para obter o resultado final desejado, é necessário escolher uma matéria-prima de qualidade, ou seja, a resina termoplástica usada na produção deve ser excelente. Conte com o know-how da Piramidal para entregar a melhor solução para o seu projeto. Acesse https://www.piramidal.com.br/#produtos e conheça nossos produtos.

Fonte: www.plasticotransforma.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Piramidal se preocupa com você e sua privacidade

O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Ao navegar pelo site, coletaremos tais informações para utilizá-las com estas finalidades. Caso não aceite, não faremos este rastreio, mas ainda usaremos os cookies necessários para o correto funcionamento do site. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.

Aceito