Skip to main content

EcoPaXX – DSM em aplicações de água potável com segurança e alto desempenho

O mercado de contato com água potável está em mudança. O bronze e outros metais vem perdendo espaço, devido à insegurança por parte de possíveis contaminações da água. Como resposta a isso, os plásticos de engenharia vem ganhando força. Veja, no artigo de hoje, o EcoPaXX – resistente e com ótimo desempenho.

EcoPaXX - DSM em aplicações de água potável com segurança e alto desempenho

A Royal DSM, uma empresa global baseada em ciência que atua em saúde, nutrição e materiais, está levando sua poliamida EcoPaXX® a um importante mercado novo – aplicações de contato com água potável. O uso deste material oferece uma opção de alto desempenho e sem chumbo para aplicações como válvulas misturadoras de torneiras.

O mercado de gestão da água está à procura de polímeros de alto desempenho capazes de suportar os requisitos rigorosos do contato com água quente, enquanto ainda cumprem todos os principais requisitos de aprovação de água potável.

A legislação também tem conduzido a substituição de metais em aplicações que envolvem contato direto com água potável. O bronze e outros metais tradicionalmente foram utilizados para aplicações como torneiras, contadores de água e componentes de caldeiras. A contaminação por chumbo na água potável é uma grande preocupação em todo o mundo, levando a uma regulamentação mais rigorosa sobre os limites de chumbo na água potável.

Isso levou a indústria a buscar alternativas, e os plásticos de engenharia, como o EcoPaXX, são uma solução totalmente sem chumbo e cumprem completamente esses regulamentos.

Os principais players da indústria já estão usando com sucesso o EcoPaXX Q-DWX10, uma poliamida 4.10 reforçada com 50% de fibra de vidro, para válvulas misturadoras de torneiras devido ao seu excelente desempenho. Este material permite o projeto de válvulas misturadoras de torneiras com menor risco de falha parcial e vazamento de água, um foco chave para a indústria.

As válvulas de mistura de torneiras precisam fornecer durabilidade a longo prazo e funcionar de forma confiável quando em contato com água quente (60ºC) e água bem quente (90ºC).

Aplicações

EcoPaXX oferece resistência superior, melhor resistência à hidrólise e estabilidade dimensional do que outros materiais à base de poliamida. Não só é livre de chumbo, mas também produz melhor torque e resistência à flexão, mesmo após exposição prolongada a água fervente. EcoPaXX absorve 30% menos de água e oferece resistência química superior, o que é especialmente importante quando em contato com água clorada.

Mais de 1 milhão de testes de ciclos de vida em diferentes temperaturas da água foram realizados e foi constatado que ele cumpre totalmente todas as principais certificações de água potável, como NSF61 e KTW.

Globalmente validado por especialistas internacionais em avaliação do ciclo de vida, o polímero base EcoPaXX é neutro em carbono. Em comparação com resinas de poliftalamida (PPA) com função similar, os compostos EcoPaXX oferecem um índice de carbono 30% menor. Além disso, o material apresenta excelente fluxo e processabilidade, resultando em alta resistência à linha de solda e pode ser processado como qualquer outro material padrão de poliamida.

Tendo reconhecido essa tendência, a DSM está ampliando ainda mais seu portfólio de materiais especiais adequados para abordar o espectro completo de usos de água potável. A empresa já oferece EcoPaXX e ForTii™ – materiais inerentemente resistentes à hidrólise que são baseadas em poliamidas 4.10 e 4T, respectivamente. Também adicionou recentemente compostos de PPS Xytron™, que são ideais quando é necessária uma estabilidade dimensional muito alta.

Com a comercialização bem sucedida da EcoPaXX polyamide 4.10 em válvulas misturadoras de torneiras, a DSM provou sua capacidade de oferecer soluções para aplicações altamente críticas para uso de água potável“, diz Caroline Mitterlehner, responsável pelo segmento de gerenciamento de água da DSM.

E complementa: “A DSM já está ativa em muitas aplicações de alta temperatura e contato com água em outras indústrias, como sistemas de resfriamento no setor automotivo. Agora estamos traduzindo com sucesso essa competência de resistência a ambientes hidrolíticos no mercado de contato com água potável, onde as temperaturas são mais baixas, mas a vida util normalmente é muito mais longa“.

Qual a sua opinião acerca do tema? As resinas de engenharia continuarão ganhando espaço nesse competitivo segmento? O fato é que os mercados são cíclicos, e a inovação faz é intrínseca à constante evolução da era tecnológica na qual estamos inseridos.

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de pautas sobre resinas termoplásticas e indústria 4.0. Aproveite e visite nosso site!

Saiba um pouco mais sobre a DSM:

Royal DSM

A Royal DSM é uma empresa global voltada à ciência que atua nas áreas de saúde, nutrição e materiais. Ela promove prosperidade econômica, progresso ambiental e avanços sociais ao associar suas competências únicas em Ciências da Vida e Ciências de Material para criar valor sustentável para todas as partes interessadas simultaneamente.

A DSM oferece soluções inovadoras que fomentam, protegem e aprimoram o desempenho em mercados globais, tais como o de suplementos alimentares e nutricionais, higiene pessoal, nutrição animal, equipamentos médicos, automotivo, tintas, elétrico e eletrônico, proteção à vida, energia alternativa e materiais de base biológica.

A DSM e suas empresas associadas têm faturamento líquido anual de cerca de 10 bilhões de euros, com cerca de 25.000 funcionários. A empresa está listada na Euronext Amsterdã.

Quer saber mais sobre a DSM? Acesse o site da companhia.

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *